Vento Norte Paragliders

22.10.2015 | O mistério das águias

Águias grandes e poderosas. Admiradas pela sua imponência, seu voo majestoso e suas habilidades de caça. Considerada símbolo de força, coragem e independência, é comum vê-las ilustrando brasões de famílias nobres, reinos antigos, cidades e bandeiras de países modernos. (introdução aves de rapina www.avesderapinabrasil.com)
 
parapente paraglider curso de voo escola de voo curitiba parana brasil aguias voo livre saltar salto duplo pular
 
Das aves, a águia é a espécie de maior longevidade. Chega a vivier 70 anos. Entretanto, para chegar a esta idade, aos 40 anos tem que tomar uma difícil decisão, que nos confere grande ensinamentos: o da renovação. Nesta fase suas unhas, já se apresentam compridas e flexíveis, dificultando a captura de presas para sua alimentação e subsistência. Seu bico, antes alongado e pontiagudo, inicia um processo irreversível de curvamento; e suas asas já se encontram envelhecidas e pesadas em função da grossura de suas penas. Voar já se constitui em uma tarefa estupidamente exaustiva e difícil. Neste momento ela percebe que só tem duas alterantivas: morrer ou enfrentar um doloroso processo de renovação com duração aproximadamente 150 dias. Este processo consiste em voar para o alto de uma montanha e se recolher em um ninho próximo a um paredão de pedra, onde ela não necessite voar. Após encontrar este refúgio, a águia começa a bater com o bico no paredão até arrancá-lo. Terminada esta etapa, espera pacientemente o nascimento de um novo bico, com o qual arrancará uma a uma suas velhas unhas. Quando as unhas renovadas nascem, ela passa então a arrrancar suas velhas penas. Só após 5 meses ela sai para o voo da renovação. A partir de então, pronta para viver mais 30 anos. 
Em nossas vidas muitas vezes temos que nos resguardar por algum tempo e iniciar um processo de renovação para que continuemos a alçar voos de vitória. Todos nós devemos nos desprender de lembranças e antigos valores que causam dor. Devemos saber perdoar. Somente livres do peso do passado e com a presença do alívio do perdão poderemos aproveitar o valioso resultado da renovação.
 
Texto de César da Costa Oliveira.
 
 

Veja mais: